Parceiro

sábado, 1 de setembro de 2012

Incêndio mata três irmãos em Caxias do Sul

Tragédia no Serrano abala a comunidade

Chamas se alastraram e destruíram moradias e pertences de outras 21 famílias da vila Sapo<br /><b>Crédito: </b> criSTIano becker / corpo de bombeiros / cp
Chamas se alastraram e destruíram moradias e pertences de outras 21 famílias da vila Sapo
Crédito: criSTIano becker / corpo de bombeiros / cp
Incêndio à noite mata três filhos de operária que estava no trabalho

Os irmãos Marieli Cardoso, de 3 anos, Mateus Cardoso, 12, e Maikiel Cardoso Valentim, 17, perderam a vida em um incêndio de grandes proporções que se iniciou às 23h de quinta-feira em uma casa na vila Sapo, no bairro Serrano, em Caxias do Sul. Eles estavam sozinhos na residência e foram encontrados mortos abraçados. No momento da tragédia, a mãe estava trabalhando em uma indústria metalúrgica da cidade.

O primeiro-sargento do Corpo de Bombeiros Cristiano Becker da Silva disse que o incêndio alastrou-se, atingindo outras 21 casas da vila. Ele informou ainda que a residência dos irmãos estaria desde a tarde de quinta sem energia elétrica e, dessa forma, a desconfiança é de que velas acesas para iluminar a casa podem ter provocado o incêndio. Conforme o sargento, a perícia irá apontar o que motivou o início do fogo. A investigação está a cargo da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente.

Uma moradora cujos familiares perderam a residência no incêndio disse que, durante o fogo, com a movimentação dos moradores, muitas casas acabaram saqueadas. Segundo ela, foram levados, principalmente, eletrodomésticos e botijões de gás.

O fogo foi controlado por volta das 4h dessa sexta, mas, antes da chegada do Corpo de Bombeiros, vizinhos jogaram água para tentar controlar as chamas. Sete viaturas foram deslocadas ao bairro Serrano, quatro de quartéis, uma do Serviço Municipal de Água e Esgoto, uma da Marcopolo e uma da Neobus. Cristiano Becker da Silva, com 20 anos de atuação no combate a incêndio, disse que nunca viu nada parecido e que não há como não se abalar com o ocorrido.

As famílias atingidas estão sendo amparadas pela Rede de Proteção do Município, coordenada pela Fundação de Assistência Social. Os moradores foram reunidos no início da manhã de ontem, no Cras Leste, e cadastrados. Segundo o secretário executivo da Defesa Civil de Caxias, coronel José Francisco Barden, até que um novo local para realocar os moradores seja definido pela prefeitura, as famílias terão acesso ao aluguel social, no valor de um salário mínimo.

A Escola Estadual Victório Webber, onde Mateus e Maikiel estudavam, suspendeu as aulas ontem. O velório dos três irmãos se iniciou sexta-feira na Igreja Menino Deus, localizada no bairro Serrano. O sepultamento ocorrerá às 9h deste sábado, no Cemitério Nova Vincenza, município de Farroupilha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Parceiros

Parceiros