Parceiros

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Temporal derruba muro de estádio e deixa milhares sem luz no RS


Torre de refletor do campo caiu para fora do estádio do Caxias, mas ninguém se feriu. Foto: Geremias Orlandi/SER Caxias/DivulgaçãoTorre de refletor do campo caiu para fora do estádio do Caxias, mas ninguém se feriu
Foto: Geremias Orlandi/SER Caxias/DivulgaçãoUm temporal intenso, com fortes ventos e granizo, caiu sobre a serra gaúcha na noite de terça-feira, destelhando casas e deixando cerca de 110 mil pessoas sem luz. Até uma parte do muro do Estádio Centenário e uma torre de refletor do campo caíram. Às 11h desta quarta-feira, em torno de 22 mil clientes da RGE ainda estavam sem luz na região da Serra gaúcha e Vale dos Vinhedos.
Tijolos caíram sobre carros nas imediações do estádio  Foto: Geremias Orlandi/SER Caxias/Divulgação
A queda da energia aconteceu às 20h43 de segunda-feira, após um problema em uma linha de transmissão da Companhia Estadual de Energia Elétrica (Ceee), o que afetou moradores da região de Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa. A energia foi restabelecida somente às 3h30, conforme a companhia.
Segundo o Corpo de Bombeiros de Caxias do Sul, em torno de 60 casas foram danificadas, ou por destelhamento ou por queda de árvores, mas ainda não chegaram informações sobre feridos. No caso do estádio, que pertence ao clube Caxias, ninguém se feriu. Na cidade vizinha de Bento Gonçalves, os ventos chegaram a 88 km/h, segundo dados da estação do Instituto Nacional de Meteorologia.
Em Farroupilha a situação é mais crítica. Até a meia-noite de terça-feira, a prefeitura recebeu 450 solicitações de lona preta para cobrir as casas, segundo o secretário de habitação Juvelino De Bortoli. Na Escola Estadual Farroupilha, parte do telhado caiu e feriu uma mulher. Outra vítima levou uma pedra de gelo na cabeça. As duas já foram atendidas e estão bem. A Escola Municipal Santa Cruz de Nova Milano também foi danificada pelo temporal. O município ainda teve perdas agrícolas, nas parreiras de uva. A Emater realiza o balanço. Até o fim da tarde, a prefeitura pode decretar situação de emergência.
De acordo com o capitão da Brigada Militar Juliano Andre Amaral, a pista da RS-122, em Farroupilha, foi coberta de vegetação, galhos, pequenas árvores em uma extensão de 1 km: "Algo jamais visto!". A Polícia Rodoviária Federal alertava para atenção redobrada na BR-116 no trecho de Novo Hamburgo a Caxias do Sul, devido a diversas árvores derrubadas pelo temporal.
A previsão é que a chuva continue em Caxias do Sul até a noite de quinta-feira. A RGE lembra que ocorrências de falta de energia podem ser comunicadas por SMS, enviando a palavra LUZ o número da Unidade Consumidora para o número 27350.
Ciclone extratropital
De acordo com a Climatempo, ainda existem riscos de temporais em toda a Região Sul do País nesta terça-feira, com exceção da região da fronteira com Uruguai, no Rio Grande do Sul. O risco segue até a quinta-feira. A boa notícia é que o feriadão será de tempo seco, com um leve frio para os gaúchos. Um ciclone extratropical está em formação no oceano entre o RS e o Uruguai, e somado às nuvens carregadas, pode trazer rajadas de até 100 km/h nas regiões sul, litoral e áreas mais elevadas do Rio Grande do Sul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Parceiros