Parceiros

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Fique de olho

Tem banco, caixa eletrônico, internet, caixa de supermercado, lotéricas. Em todos esses locais é possível pagar contas de vários serviços.
Mas, se depender da vontade da Aneel, a agência federal que controla as atividades das empresas de energia elétrica, a cobrança de vários serviços também poderá vir embutida na conta de luz.
A Aneel estuda essa permissão e, por enquanto, sem qualquer benefício para o consumidor de energia, pois quem vai ganhar com esse serviço são as empresas de eletricidade.
A coordenadora da Proteste, entidade de defesa do consumidor, Maria Inês Dolci, faz um alerta. Para cancelar essa cobrança vinculada com a conta de luz, pode haver dificuldades.
Outro órgão de defesa do consumidor, o Procon de São Paulo, também informa que as reclamações que mais recebe é de cobrança indevida, que ocorre por falta de informações claras para as pessoas.
Se a Aneel decidir autorizar esse tipo de serviço, as empresas de energia poderiam firmar convênios com seguradoras, entidades beneficentes que pedem doações e lojas de eletrodomésticos.
Se, por exemplo, o consumidor não puder pagar a prestação de uma geladeira, que vem embutida na conta de luz, poderá ter a energia cortada em casa, já que as duas faturas estarão somadas, juntas num mesmo valor.
No site proteste.org.br há uma petição para quem quiser aderir pela internet contra essa pretensão da Aneel.
A agência divulgou nota informando que o Código de Defesa do Consumidor será respeitado e que cabe a cada pessoa decidir a forma mais prática para efetuar seus pagamentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Parceiros