Parceiro

segunda-feira, 3 de março de 2014

Karl Marx ou Sigmund Freud? A grande questão, artigo de Valdeci Silva

[EcoDebate] O eleitorado dos países capitalistas não elege candidatos aos cargos legislativos e executivos, de todos os níveis (municipal, estadual e federal) para que estes, ocupando os cargos, desenvolvam projetos que tenham por objetivos a abolição do capitalismo e a implantação do socialismo. Não, isto nem passa pela cabeça do eleitorado dos países capitalistas.

O eleitorado dos países capitalistas elege candidatos objetivando a criação e implantação de projetos que gerem as melhores condições para o desenvolvimento do capitalismo, o que garante o crescimento das empresas e a geração de mais empregos, e, consequentemente, a relativa estabilidade social e governamental.

Mas o desenvolvimento capitalista depende do crescimento da população humana, e esse crescimento, em uma população que já ultrapassa, em muito, as condições de recuperação do planeta Terra, associado ao desenvolvimento científico e tecnológico, produz agravamento da devastação ambiental, alterações climáticas importantes e instabilidade social.

Mas o capitalismo é indomável: seu único objetivo é o desenvolvimento econômico, e ele conta com todos os recursos – os meios de produção – e com o apoio da grande maioria da população, que luta pela sobrevivência e pela melhoria do padrão de vida particular e familiar, e tem dois fortes e imbatíveis aliados: as religiões e a mídia. Em suma, o capitalismo dispõe de amplas condições de "perpetuar-se" no poder, pois se constitui em um grande e poderoso grupo de Estados nações que se organizam e se inter-relacionam com essa finalidade, e contam, ainda, com as estruturas dos Estados, as quais promovem uma atuação midiática, um incentivo a práticas religiosas, tradicionais ou não, uma "educação" – preparação para ocupar um lugar no mercado de trabalho, e forças armadas, elementos que, em conjunto, o torna superpoderoso.

Ao capitalismo não importam os danos socioambientais que sejam causados em seu benefício, nem as condições sub-humanas a que é submetida grande parte da população humana.

A maioria das pessoas que nascem sob o manto do capitalismo é, imediata e inconscientemente, "filiada" a uma religião, e, mesmo antes do nascimento, no útero materno, já recebe, através de impulsos, informações que contribuem para a formação adequada ao seu desenvolvimento e sobrevivência na "sociedade" repressora e punitiva, sob domínio do capitalismo.

Tudo que dissemos do capitalismo, até agora, é verdade, mas há uma reticência quanto ao seu futuro, quanto ao futuro da humanidade e quanto ao futuro da vida de todas as espécies: a Terra tem condições limitadas e essas já foram ultrapassadas. Portanto, estamos caminhando em direção ao colapso.

Se nós, seres humanos, possuímos um mecanismo adaptativo em que coexistem a COMPETIÇÃO e a COOPERAÇÃO, devemos, nestes momentos decisivos, tentar descobrir se há possibilidade de se promover uma educação que seja capaz de fazer com que o sentimento de COOPERAÇÃO sobrepuje o de COMPETIÇÃO, a ponto de que este se torne insignificante, e permita a constituição de uma verdadeira sociedade humana igualitária.

Karl Marx defendeu isso, e Sigmund Freud, que estudou profundamente as reações psicológicas humanas, não aderiu a suas teorias. A História da humanidade depõe contra a possibilidade de prevalência da cooperação sobre a competição. Temos o exemplo da União Soviética socialista que sucumbiu.

Para mim, que desde a juventude, defendi o socialismo com a finalidade de se chegar ao comunismo, se formulou, recentemente, as seguintes questões: 1) A ESPÉCIE HUMANA DISPÕE DE CONDIÇÕES PSICOLÓGICAS PARA, ATRAVÉS DE UM TRABALHO EDUCATIVO, ADQUIRIR A FORMAÇÃO NECESSÁRIA PARA CRIAR UMA SOCIEDADE SOCIALISTA QUE EVOLUA PARA O COMUNISMO? ; 2) CASO A RESPOSTA À PRIMEIRA PERGUNTA SEJA POSITIVA, HAVERÁ TEMPO SUFICIENTE PARA SE IMPLANTAR ESSA EDUCAÇÃO E ALCANÇAR OS RESULTADOS DESEJADOS; e 3) HAVERÁ POSSIBILIDADE DE SE IMPLANTAR ESSA EDUCAÇÃO, EM TEMPO HÁBIL?

Analisarei com muita atenção e carinho as informações que me sejam enviadas sobre essas questões.

Valdeci Silva, Arquiteto e Urbanista. E-mail: val.val2705@hotmail.com

EcoDebate, 03/03/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Parceiros

Parceiros