Parceiros

sábado, 9 de abril de 2016

Passo Fundo - Parada da Leitura para todos

É assim que funciona o Parada para Leitura, uma ação realizada pelo Projeto Tato que colocou nichos com livros em dois pontos de ônibus

Ninguém discorda da importância de ler. Mesmo assim, muitas pessoas não têm acesso aos livros. Para democratizá-lo ou facilitá-lo, o coletivo urbano Tato teve uma ideia bem bacana, colocando nichos com diversas obras em dois pontos de ônibus.

Essa ideia surgiu quando uma amiga do grupo disse que tinha mais de 100 livros para doar e gostaria de dar um destino diferente a eles. “Fizemos algumas reuniões e, juntas, decidimos criar os nichos e colocá-los à disposição das pessoas em paradas de ônibus. Solicitamos uma reunião com o secretário de Transportes e Serviços Gerais, Cristiam Thans, que autorizou a ação”, conta Stéfanie Telles, juntamente com a Roberta Polita, Karen Fontoura, Juliana Brugnera e Paula Grunewald, forma o projeto.

A Parada da Leitura fica em um ponto da Avenida Sete de Setembro, próximo ao antigo Leilão, e também em um da Avenida Moacyr da Motta Fortes, em frente à Praça Adolfo João Floriani. Os seus nichos foram preenchidos por títulos literários para todos os gostos e, por sobrar poucos nos locais, parece que a ação alcançou o seu propósito.

“Nos revezamos semanalmente para o abastecimento dos nichos. Nessas ocasiões, sempre procuramos conversar com as pessoas. Na maioria das vezes, elas se mostraram bastante surpresas com a ação, felizes pelo acesso ser simples, sem nenhum tipo de cadastro. Muitas nos disseram que não só devolveriam o livro, como fariam nova doação”, relata Stéfanie.

Uma dessas pessoas é a dona de casa Marilene da Costa, que há muito tempo não lia um livro e parou para olhar o que estava disponível na parada da Avenida Sete de Setembro.

“Sempre incentivei meus filhos a ler, mas eu não lembro quando foi a última vez que fiz isso. É algo importante para nós, que podemos levar para casa e devolver depois, sem ter um tempo certo pra isso. Seria bom se todos devolvessem para dar oportunidade aos outros”, diz.

Passo Fundo não possui muitos espaços que disponibilizam livros, seja para emprestar ou vender. A ação do Tato deve se expandir para outros lugares, fortalecendo o título que a cidade recebeu: o de Capital Nacional da Literatura.

Primeira ação do ano
O projeto Tato realiza um trabalho voluntário, voltado a ações afetivas e solidárias, e é desenvolvido através de parcerias, doações e auxílio financeiro. Neste ano, a Parada da leitura foi a primeira ação, mas tem novidade por aí, como adianta Stéfanie.

“Mais duas ações estão sendo pensadas e organizadas para abril e maio, possivelmente direcionadas para cachorros e gatos e outra para crianças em situação de vulnerabilidade social”, relata.

Faça parte
Você também pode contribuir com o acervo, deixando nos nichos pequenas quantidades de livrou ou em estabelecimentos que estão apoiando a ação quando houver uma quantidade grande: na Paula Grunewald Pilates + Fisioterapia, que fica na Rua Uruguai, 1329, 2º andar, e na Mon Petit Boutique e Estética Canina, na rua Paissandu, 1011, sala 01.

Outra maneira de ajudar é divulgando a ação a partir da hashtag #paradadaleitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Parceiros