Parceiros

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Sem lâmpadas incandescentes nas prateleiras

A partir desta quinta-feira, 30, elas não poderão ser mais vendidas no comércio

A partir de quinta-feira, 30, as lâmpadas incandescentes não poderão mais ver vendidas no Brasil. Uma lâmpada fluorescente economiza 75%, se comparada a uma lâmpada incandescente de luminosidade equivalente. E se a opção for pelas de LED, a economia vai a 85%.

A lâmpada incandescente de 60 watts custava, em média, R$ 2,90, e uma de LED custa em torno de R$ 8,90. Além do mais, elas emitem 95% de calor e apenas 5% de luz, o que prejudica o ambiente. A indicação é usar a lâmpada LED, que são mais eficientes e não contêm metais pesados. O uso desta lâmpada já é adotado nos países como China, Índia, EUA, Canadá, Argentina, entre outros.
Fonte: Michélli Bokorni da Rosa/AU

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Parceiros