Parceiros

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Zezinho, o Dono da Porquinha Preta - Jair Vitoria

Títuto: Zezinho, o Dono da Porquinha Preta
coleção Vaga-Lume
Autor: Jair Vitória
Ano: 1981

Páginas: 127
Idioma: português
Editora: Editora Ática

Resumo:
Zezinho tinha uma porquinha de estimação criou-a desde pequena com leite como um cachorrinho,ela era mansinha e gostava quando ele acarriciva sua barriga ,ficava feliz da vida .
O pai de zezinho era bravo e quando ela cresceu não quis mais a porquinha dentro de casa,fez um chiqueiro para ela
Porquinha tinha o nome de maninha e era preta como a noite ,todos os dias ela vinha comer e receber carinho mais voltava para o seu lugar
Certo dia o pai de zezinho pois na cabeça que se vendesse a porquinha ganharia muito dinheiro e poderia comprar mais dois porcos do tamanho dela ,já que maninha era mansinha e estava de cria .
Zezinho ficou arrasado com a noticia ,quis fugir com maninha para bem longe ,assim seu pai não a venderia,mais tinha medo de levar uma surra pois o seu pai não perdoava mesmo
Ele ia para a escola com os irmãos cedo e a tarde tinha que capinar o quintal senão era uma surra por dia.
Mas pela maninha ele correria o risco ,amava muito ela e pensou até em matá-la para não deixar o pai vendê-la para o Valtério seu amigo agora não mais.
Zezinho fez um chiqueirinho numa gruta para esconder sua porquinha ,e assim levaria ela até lá depois daria um jeito de levar comida
Iria para a escola e na volta iria até a gruta ,mas o seu pai deixou tarefa para ele cumprir antes do entardecer
Zezinho se esqueceu e ficou brincando com os amiguinhos no poço até anoitecer,
quando lembrou já era tarde agora iria apanhar
Chegou em casa pois o embornal no chão e viu o pai vir em sua direção fechou os olhos e chulap sua mão doía mais ele aguentou ,até fez xixi na calça
O pai era muito bravo não permitia que ninguém descumprisse uma ordem
Zezinho dormiu sem comer ,e sonhou que vivia com maninha em um lindo lugar onde o pai não podia mais bater nele
A noite havia chovido e zezinho ficou preocupado com sua porquinha ,foi da escola direto na gruta pensando que ela se afogara ,mas ela estava bem e havia dado cria
Zezinho foi para casa e pegou umas espigas de milho voltando para a gruta e deixou maninha com os seus filhinhos
Chegou em casa e não disse nada para ninguém ,pois seria o seu segredo.
Mas a mãe o havia seguido e levou um sexto para pegar os porquinhos,quando zezinho chegou achou os porquinhos em casa e maninha.
O pai de zezinho ficou bravo com o pai do Valtério que não quis comprar a maninha ,e zezinho ficou feliz por isso
Mas o pai de zezinho não queria maninha ali e pensou em matá-la,zezinho fugiu com maninha
Todos ficaram preocupados com o sumisso do garoto inclusive o seu pai,e foram a sua procura
Zezinho estava na casa dos pretos do outro lado do rio ,e quando viu o seu pai teve receio mas não medo pois o pai estava mudado e abraçou o filho

Comentário: Lembranças

Não é exatamente uma resenha, mas sim um apelo nostálgico a ser declarado: Esse livro me traz boas recordações de quando ainda existia o curso de datilografia e geralmente todo mundo o fazia esperando num futuro da adolescência arrumar um emprego legal em algum escritório da cidade. rs... e esse livro foi justamente o livro que eu usei pra fazer a ultima parte no curso, datilografia de longos textos e também como teste final pra obter lá o diploma com os tais dos 180 toques/minuto... boas lembranças...

E o resto você vai ter que ler para saber.

Baixar o livro clique no botão abaixo:

Sempre que o botão acima aparecer você pode clicar para baixar o livro da postagem.

Clique neste botão responda ao questionário para participar do sorteio de um livro, ou para deixar sugestão para o blog.
Haverá o sorteio de um livro a cada 100.000 visualizações do blog.

Obs.: O download do livro é somente para facilitar o acesso a quem não tiver condições de adquirir o mesmo em uma livraria, valorize o autor adquira copias originais das obras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Parceiros