RÁDIO COMUNITÁRIA LIBERDADE FM AO VIVO

Clique nas imagens para ver as últimas postagens do blog

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Plastificação e fabricação de crachás.

Mais um trabalho realizado pela IM INFORMÁTICA.
 Precisando estamos a disposição  pelo fone 54 9611 0186.

MARCELO RUBENS PAIVA Como assim, escola sem ideologia?

Como assim, escola sem ideologia?A escola sem um professor de história de esquerda é como uma escola sem pátio, sem recreio, sem livros, sem lanchonete, sem ideias. É como um professor de educação física sem uma quadra de esportes, ou uma quadra sem redes, ou crianças sem bola. 78
Marcelo Rubens Paiva

16 Julho 2016 | 03h00

O professor de história tem que ser de esquerda. E barbudo. Tem que contestar os regimes, o sistema, sugerir o novo, o diferente. Tem que expor injustiças sociais, procurar a indignação dos seus alunos, extrair a bondade humana, o altruísmo.
Como abordar o absolutismo, a escravidão, o colonialismo, a Revolução Industrial, os levantes operários do começo do século passado, Hitler e Mussolini, as grandes guerras, a guerra fria, o liberalismo econômico, sem uma visão de esquerda?
A minha do colegial era a Zilda, inesquecível, que dava textos de Marx Webber, do mundo segmentado do trabalho. Ela era sarcástica com a disparidade econômica e a concentração de renda do Brasil. Das quais nossas famílias, da elite paulistana, eram produtoras.
Em seguida, veio o professor Beno (Benauro). Foi preso e torturado pelo DOI-Codi, na leva de repressão ao PCB de 1975, que matou Herzog e Manoel Fiel Filho. Benauro era do Partidão, como nosso professor Faro (José Salvador), também preso no colégio. Eu tinha 16 anos quando os vimos pelas janelas da escola, escoltados por agentes.
Outro professor, Luiz Roncari, de português, também fora preso. Não sei se era do PCB. Tinha um tique nos olhos. O chamávamos de Luiz Pisca-Pisca. Diziam que era sequela da tortura. Acho que era apenas um tique nervoso. Dava aulas sentado em cima da mesa. Um ato revolucionário.
Era muito bom ter professores ativistas e revolucionários me educando. Era libertador.
Não tem como fugir. O professor legal é o de esquerda, como o de biologia precisa ser divertido, darwinista e doidão, para manter sua turma ligada e ajudar a traçar um organograma genético da nossa família. A base do seu pensamento tem de ser a teoria da evolução. Ou vai dizer que Adão e Eva nos fizeram?
O de química precisa encontrar referências nos elementos que temos em casa, provar que nossa cozinha é a extensão do seu laboratório, sugerir fazer dos temperos, experiências.
O professor de física precisa explicar Newton e Einstein, o chuveiro elétrico e a teoria da relatividade e gravitacional, calcular nossas viagens de carro, trem e foguete, mostrar a insignificância humana diante do colossal universo, mostrar imagens do Hubble, buracos negros, supernovas, a relação energia e massa, o tempo curvo.
Nosso professor de física tem que ser fã de Jornada nas Estrelas. Precisa indicar como autores obrigatório Arthur Clarke, Philip Dick, George Orwell. E dar os primeiros axiomas da mecânica quântica.
O professor de filosofia precisa ensinar Platão, Sócrates e Aristóteles, ao estilo socrático, caminhando até o pátio, instalando-se debaixo de uma árvore, sem deixar de passar pela poesia de Heráclito, a teoria de tudo de Parmênides, a dialética de Zenão. Pula para Hegel e Kant, atravessa o niilismo de Nietzsche e chega na vida sem sentido dos existencialistas. Deixa Marx e Engels para o professor de história barbudo, de sandália, desleixado e apaixonante.
O professor de português precisa ser um poeta delirante, louco, que declama em grego e latim, Rimbaud e Joyce, Shakespeare e Cummings, que procura transmitir a emoção das palavras, o jogo do inconsciente com a leitura, a busca pela razão de ser, os conflitos humanos, que fala de alegria e dor, de morte e prazer, de beleza e sombra, de invenção fingimento.
O de geografia precisa falar de rios, penínsulas, lagos, mares, oceanos, polos, degelo, picos, trópicos, aquecimento, Equador, florestas, chuvas, tornados, furacões, terremotos, vulcões, ilhas, continentes, mas também de terras indígenas, garimpo ilegal, posseiros, imigração, geopolítica, fronteiras desenhadas pelos colonialistas, diferenças entre xiitas e sunitas, mostrar rotas de transação de mercadorias e comerciais, guerra pelo ouro, pelo diamante, pelo petróleo, seca, fome, campos férteis, civilização.
A missão deles é criar reflexões, comparações, provar contradições. Provocar. Espalhar as cartas de diferentes naipes ideológicos. Buscar pontos de vista.
O paradoxo do movimento Escola Sem Partido está na justificativa e seu programa: “Diante dessa realidade – conhecida por experiência direta de todos os que passaram pelo sistema de ensino nos últimos 20 ou 30 anos –, entendemos que é necessário e urgente adotar medidas eficazes para prevenir a prática da doutrinação política e ideológica nas escolas, e a usurpação do direito dos pais a que seus filhos recebam a educação moral que esteja de acordo com suas próprias convicções”.
Mas como nasceriam as convicções dos pais que se criariam num mundo de escolas sem ideologia? E que doutrina defenderiam gerações futuras?
A escola não cria o filho, dá instrumentos. O papel dela é mostrar os pensamentos discordantes que existem entre nós. O argumento de escola sem ideologia é uma anomalia de Estado Nação.
Uma escola precisa acompanhar os avanços teóricos mundiais, o futuro, melhorar, o que deve ser reformulado. Um professor conservador proporia manter as coisas como estão. Não sairíamos nunca, então, das cavernas.

CESURG permanece com inscrições abertas para Cursos Técnicos

O CESURG – Centro de Ensino Superior Riograndense, continua com inscrições abertas para diferentes cursos técnicos. Estão sendo oferecidas turmas para os cursos técnicos em COMÉRCIO, FINANÇAS, RECURSOS HUMANOS, TRANSAÇÕES IMOBILIÁRIAS, ENFERMAGEM, INFORMÁTICA, REDES DE COMPUTADORES e SEGURANÇA DO TRABALHO. No total, são oferecidas 25 vagas em cada curso.

Inscrição

Para fazer a inscrição é necessário possuir o Ensino Médio Completo ou estar cursando o Ensino Médio, ou seja, o aluno pode fazer o curso técnico concomitantemente. São ofertadas 25 vagas para cada curso. As aulas acontecem no período noturno, de segunda a quinta-feira.
Os documentos necessários para efetivar as inscrições são: duas fotos 3×4, histórico e certificado escolar do Ensino Médio, cópias de certidão de registro civil (nascimento ou casamento), CPF, Título de Eleitor e cédula de identidade, certificado militar (para homens) e comprovante de endereço. Todas as aulas iniciam no dia 25 de julho de 2016. Para mais informações pelo fone (54) 8423 9928.
CONFIRA ABAIXO A LISTA E DEFINIÇÃO DOS CURSOS TÉCNICOS CESURG 2/2016:

CURSO TÉCNICO EM COMÉRCIO (NOVO CURSO)
Aplica métodos de comercialização de bens e serviços. Efetua controle quantitativo e qualitativo de produtos. Coordena a armazenagem no estabelecimento comercial. Elabora planilha de custos. Verifica a demanda e comunica previsões aos fornecedores. Operacionaliza planos de marketing e comunicação, logística, recursos humanos e comercialização.
Duração: 03 Semestres. Valor mensalidade: R$ 371,00

CURSO TÉCNICO EM FINANÇAS (NOVO CURSO)
Realiza operações relativas a serviços e produtos financeiros, fluxos de caixa, lançamentos contábeis, ordens de pagamento, contas a pagar e receber. Analisa demonstrativos financeiros. Coleta e organiza informações para elaboração do orçamento empresarial.
Duração: 03 Semestres. Valor mensalidade: R$ 371,00

CURSO TÉCNICO EM RECURSOS HUMANOS (NOVO CURSO)
Organiza rotina diária da gestão de pessoas. Elabora documentos administrativos. Confere frequência, benefícios concedidos, afastamentos, férias e transferências de funcionários. Presta informações sobre direitos trabalhistas. Planeja e executa atividades de capacitação e desenvolvimento de pessoas. Duração: 03 Semestres. Valor mensalidade: R$ 371,00

CURSO TÉCNICO EM TRANSAÇÕES IMOBILIÁRIAS (NOVO CURSO)
Organiza ações de compra venda e locação de imóveis. Encaminha as documentações referentes a avaliações e registros de transações imobiliárias. Apresenta os imóveis aos clientes potenciais. Identifica e aplica parâmetros de uso e ocupação para imóveis.
HABILITA AO REGISTRO NO CRECI COMO CORRETOR (A) DE IMÓVEIS conforme Art. 3º - Inciso I da RESOLUÇÃO-COFECI N.º 327/92, de 25/06/1992. Duração: 03 Semestres. Valor mensalidade: R$ 445,20

CURSO TÉCNICO EM ENFERMAGEM
Realiza curativos, administração de medicamentos e vacinas, nebulizações, banho de leito, mensuração antropométrica e verificação de sinais vitais. Auxilia a promoção, prevenção, recuperação e reabilitação no processo saúde-doença. Prepara o paciente para os procedimentos de saúde. Presta assistência de enfermagem a pacientes clínicos e cirúrgicos e gravemente enfermos. Aplica as normas de biossegurança.
Duração: 05 Semestres. Valor mensalidade: R$ 445,20

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA
Instala sistemas operacionais para desktop e servidores. Desenvolve e documenta aplicações para desktop com acesso a web e a banco de dados. Realiza manutenção de computadores de uso geral. Instala e configura redes de computadores locais de pequeno porte.
Duração: 05 Semestres. Valor mensalidade: R$ 371,00

CURSO TÉCNICO EM REDES DE COMPUTADORES
Opera, instala, configura e realiza manutenção em redes de computadores. Aplica técnicas de instalação e configuração da rede física e lógica. Instala, configura e administra sistemas operacionais em redes de computadores. Implementa políticas de segurança para acesso a dados e serviços diversos. Duração: 05 Semestres. Valor mensalidade: R$ 371,00

CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO
Analisa os métodos e os processos laborais. Identifica fatores de risco de acidentes do trabalho, de doenças profissionais e de trabalho e de presença de agentes ambientais agressivos ao trabalhador. Realiza procedimentos de orientação sobre medidas de eliminação e neutralização de riscos. Elabora procedimentos de acordo com a natureza da empresa. Promove programas, eventos e capacitações. Promove a divulgação de normas e procedimentos de segurança e higiene ocupacional. Indica, solicita e inspeciona equipamentos de proteção coletiva e individual contra incêndio. Levanta e utiliza dados estatísticos de acidentes de trabalho, doenças profissionais e de trabalho para ajustes das ações prevencionistas. Produz relatórios referentes à segurança e à saúde do trabalhador. Duração: 05 Semestres Valor mensalidade: R$ 371,00

Desconto pontualidade de 12% para pagamento até o vencimento da parcela.

INFORMAÇÕES GERAIS:

Início das aulas: 25 de julho de 2016.
Aulas: De Segunda a Quinta-feira
Horário: 19h00 às 22h30
VAGAS:25 vagas por Curso
Vagas disponíveis de acordo com a ordem de matrícula
INSCRIÇÕES: CESURG|Sarandi-RS Rod. Governador Leonel de Moura Brizola, BR 386, KM 138, Bairro Beira Campo, Sarandi (RS)
Horário: 13h30 às 17h30 | 19h00 às 22h30 Fone: (54)8423-9928
E-MAIL: ensino.sarandi@cesurg.com.br site: www.cesurg.com.br

Massa de ar polar chega com força e traz neve para o Sul

A MetSul confirmou o fenômeno em Canela, Gramado, São Francisco de Paula, Bom Jesus, Cambará do Sul e São José dos Ausentes.

Nevou no Rio Grande do Sul e Santa Catarina nas últimas horas com o ingresso de uma potente massa de ar polar. A primeira ocorrência de neve ocorreu ainda no fim da tarde de sábado em São José dos Ausentes, mas foi na madrugada deste domingo que a neve caiu em um maior número de localidades. A MetSul confirmou o fenômeno em Canela, Gramado, São Francisco de Paula, Bom Jesus, Cambará do Sul e São José dos Ausentes. Onde mais nevou foi em São Francisco de Paula, cidade que habitualmente registra mais neve sob influência da circulação de uma área de baixa pressão, por estar a mil metros de altitude, mais ao Sul nos Aparados e estar próxima da costa, de onde recebe uma maior injeção de umidade.

A neve, em geral, foi fraca e com mínima acumulação. Foi uma neve dita “rala” com baixo diâmetro. Como o perfil da atmosfera estava mais seco e as nuvens que cobriam o Nordeste gaúcho eram principalmente baixas e sem maior desenvolvimento vertical, não havia condições na maioria dos locais para a formação de neve na forma de flocos com maior diâmetro, o que ocorreu, por exemplo, sob abundante umidade, com uma frente em agosto de 2013. O vento forte foi outro fator importante para ter nevado, uma vez que se produz o chamado levantamento vertical. O vento forte na área de relevo determina que se formem nuvens, o que explica porque muitas áreas do Estado tinham céu claro e sobre o Nordeste gaúcho existia abundante nebulosidade na madrugada, o que propiciou que nevasse.

O cenário sinótico era propício à neve com a presença de uma massa de ar polar com trajetória continental associada a um centro de alta pressão de 1028 hPa no Centro e no Norte da Argentina, e uma área de menor pressão atmosférica (cavado polar) na costa do Rio Grande do Sul. A circulação de umidade associada à baixa pressão e o ar gelado que chegava pelo Oeste se somaram para propiciar o fenômeno. Dados de modelos indicam que o ar é extremamente frio em altitude (-4,5ºC no nível de 850 hPa ou 1500 metros de altitude) e que o ponto de congelamento na atmosfera (freezing level) baixou a somente 250 metros, indicando uma massa de ar extremamente gelado.

O ar polar, responsável pela neve, derrubou a temperatura e o Rio Grande do Sul teve o 31º dia do ano com marca negativa. Fez -2,0ºC em Cambará do Sul e -1,9ºC em Santa Rosa. Porto Alegre teve 4,0ºC no Morro da Polícia. As condições favoráveis à neve cessam, mas o frio prossegue e intenso. Estamos no começo a recém de um período de frio prolongado. Apesar de tardes mais amenas no decorrer da semana, com a tendência de tempo seco a tendência é seguir fazendo muito frio à noite com formação de no Rio Grande do Sul por vários dias seguidos. O Estado pode ter mínimas negativas todos os dias até o próximo fim de semana, logo sete a oito dias consecutivos de marcas abaixo de zero.

Fonte: Blog Metsul Meteorologia
Saiba mais visitando nosso blog CLICANDO AQUI

domingo, 17 de julho de 2016

Primeiros clones de erva mate serão implantados na região

Na próxima terça-feira (19), chegarão ao Rio Grande do Sul os primeiros clones de erva mate produzidos pela Embrapa Floresta, de Colombo-PR. Com o Convênio de Cooperação, serão implantados no Estado três experimentos, sendo um em Áurea, com implantação prevista para o dia 19 e dois no município de Ilópolis, com a implantação nos dias 20 e 21.

De acordo com o diretor executivo do Ibramate, Roberto Ferron, serão implantados testes de progênies de primeira geração, de segunda geração e teste clonal nas mesmas áreas. Segundo o pesquisadorda Embrapa Floresta, Ivar Wendling, coordenador da pesquisa, trata-se de uma nova abordagem, tendo em vista que pode-se avaliar materiais de diferentes graus de melhoramento em uma mesma área, sem ampliar a necessidade de áreas para o experimento.
“As progênies de primeira geração são aquelas selecionadas em matrizes superiores nativas de diferentes regiões e as progênies de segunda geração são aquelas sementes coletadas em testes de progênies de primeira geração implantados em 1997, onde se deixou cruzar somente as melhores matrizes, com base em produtividade de folhas”, explica Ferron.

Ele explica ainda que os clones são árvores superiores selecionadas com base em produtividade, resistência a pragas e doenças e sabor e multiplicadas por enraizamento via mini estaquia. Serão implantados: progênies de primeira geração seis do Rio Grande do Sul; duas de Santa Catarina; três do Paraná e uma de Mato Grosso do Sul; 50 progênies de segunda geração; e 15 clones.

Ao todo serão implantados nove testes, sendo três no RS, três em SC, duas no PR e uma no MS.

“Para o Ibramate, começaremos uma nova revolução no setor produtivo da erva mate, pois estes experimentos possibilitarão testar inúmeros materiais de diversas regiões produtoras do Brasil para saber quais se adaptam, que tipo de produto vão produz”, diz Ferron.

Quando o Instituto tiver as árvores matrizes do Estado catalogadas, registradas, e estudadas, poderá produzir os clones dos Polos Regionais Ervateiros. “Por isso o aplicativo construído pela UFSM e repassado ao Ibramate e Seapi tem importância no avanço das novas pesquisas sobre melhoramento genético da erva mate”, acrescenta.

Com esta medida, Ferron diz que será mudado o setor produtivo agrícola e industrial da erva mate. No futuro poderão ser realizados plantios ordenados com a definição do tipo de produto que se deseja obter (sabor de bebida chimarrão, chá ou para cosméticos, medicamentos, refrigerantes, energéticos, cerveja, desengordurantes, alimento e/ou ração animal); a pesquisa para novos produtos. E também, a busca de novos mercados e consumidores.

Também no dia 19, o pesquisador Ivar Wendling o diretor do Ibramate, Roberto Ferron farão uma palestra sobre o Programa de Melhoramento Genético da Erva Mate, no CTG Carreta Velha, em Áurea, com início às 19h.
Fonte: JBD
Quer saber mais sobre Meio Ambiente visite nosso blog CLICANDO AQUI

Conservação da Biodiversidade será tema de Simpósio na URI

As modificações da paisagem natural por atividades antrópicas, como agricultura, urbanização, construção de reservatórios, entre outras, têm avançado por largas extensões de terra no planeta, alterando constantemente as paisagens naturais. Assim, em várias partes do mundo, a destruição e fragmentação de habitats naturais é muito alta. Essas alterações na paisagem têm chamado a atenção da comunidade científica mundial, que vem estudando formas de conservação dos recursos naturais ainda existentes.

É por este motivo que os cursos de Ciências Biológicas Bacharelado e Licenciatura da URI Erechim promovem o IX Simpósio Sul de Gestão e Conservação Ambiental e a XXV Semana Alto Uruguai do Meio Ambiente. Neste ano, profissionais das áreas vão discutir ações para a conservação da biodiversidade por meio de palestras, minicursos, apresentação de pesquisas científicas e outras atividades.

As atividades acontecem entre os dias 10 e 13 de agosto, no Salão de Atos da Universidade. A palestra de abertura, que será ministrada pelo professor Carlos Benhur Kasper, da UNIPAMPA, no dia 10 de agosto, vai abordar o paradigma da Arca do Milênio e a Conservação Animal. Interessados podem se inscrever até o dia 05 de agosto. Todas as informações sobre demais atividades, bem como minicursos e inscrições, estão disponíveis no site www.uricer.edu.br.
Fonte: JBD
Saiba mais sobre o tema Educação visite nosso blog CLICANDO AQUI

Pronaf vai financiar instalação de energia solar no campo

Agricultores já podem obter financiamento para aquisição do sistema fotovoltaico
Por: Eder Calegari - rural@folhadonoroeste.com.br

O Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) já é conhecido dos agricultores. Ele destina-se a estimular a geração de renda e melhorar o uso da mão de obra familiar, por meio do financiamento de atividades e serviços rurais agropecuários desenvolvidos em estabelecimento rural.

A novidade é que o financiamento, que tem juros baixos e prazo esticado, pode agora ser usado para aquisição do sistema de energia solar fotovoltaico. O responsável técnico da empresa JS Soluções Elétricas, Jair da Silva, explica que em Frederico Westphalen, várias famílias já contam com esse serviço e que o financiamento pelo Pronaf trará incentivo para que moradores do campo façam a aquisição.

“Com a tecnologia, o produtor assume o controle da conta de luz. O sistema é simples e requer um investimento de aproximadamente R$ 20 mil. As placas que captam a luz solar são resistentes a granizo e duram pelo menos 25 anos. Esses painéis são instalados em cima do telhado ou em estruturas no solo. O conjunto fica ligado à rede da concessionária de luz. Em poucos anos é possível recuperar o valor investido. Agricultores que desejam elaborar o projeto conosco já podem procurar a agência bancária para obter o Pronaf para esse fim. Esse benefício deve ser contratado junto ao banco onde o agricultor possui conta”, destacou Silva.

Segundo a Secretária de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário, o agricultor pagará uma parcela de financiamento fixa com até três anos de carência e com juros subsidiados.

Sistema solar fotovoltaico

Para funcionar, o raio solar é transformado em eletricidade quando entra em contato com os painéis fotovoltaicos. A energia produzida é diferente da usada na tomada de casa. É necessário um equipamento chamado inversor. A energia não utilizada é convertida em créditos junto à concessionária, que são abatidos da conta de luz. O uso de créditos de energia foi possível a partir da resolução 482 da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), e a revisão 687, em vigor desde março deste ano. Essa regulamentação permite que cada consumidor vire produtor de energia elétrica e use seus créditos junto à concessionária para abater na sua conta de luz.
Saiba mais sobre a região visitando nosso blog CLIQUE AQUI

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Sarandi - CESURG acolherá famílias com o Vestibular Social


O Centro de Ensino Superior Riograndense – CESURG, unidade de Sarandi, está desenvolvendo várias ações de divulgação do Vestibular de Inverno, o 1º realizado na Instituição de Ensino Superior. As inscrições paras os cursos de Agronomia, Administração, Gestão de Cooperativas, Medicina Veterinária e Pedagogia estão abertas até o dia 22 de julho através do site da IES www.cesurg.com/sarandi ou diretamente na sede do CESURG.

Gratuidade de inscrição
 Buscando promover a inserção de jovens e adultos em cursos de graduação e posteriormente no mercado de trabalho, o Reitor do CESURG, Professor Mestre Rafael Rossetto, juntamente com a direção e coordenadores, optaram pela gratuidade na inscrição do vestibular, ou seja, todos os candidatos irão fazer a prova de maneira totalmente gratuita.

Segundo o Reitor do CESURG, Rafael Rosseto, tal ação busca inovar e executar alternativas para criar uma ótima relação entre o CESURG e a comunidade. “Queremos unir forças com a nossa comunidade, nesse sentido estamos fazendo o primeiro Vestibular Social, no qual o candidato não paga a taxa de inscrição e isso facilita o acesso ao vestibular para muitas pessoas. Além disso, durante o dia do processo seletivo toda a Instituição estará aberta, com todo corpo docente do CESURG, para que assim o vestibulando e sua respectiva família possa conhecer nossa Instituição de Ensino Superior. Ações como esta certamente aproximará a IES da comunidade e consolidará a família CESURG”, disse Rafael Rossetto.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

A família que produz a própria comida em 370 metros quadrados

Hoje em dia, chegar até o final do mês não é fácil por causa do aumento dos custos, da dificuldade de encontrar um emprego e dos salários muito baixos no caso uma pessoa ache uma ocupação. No entanto, a técnica usada poresta família de Los Angeles pode ser um exemplo perfeito de como podemos conseguir sobreviver produzindo o próprio alimento sozinhos e cultivando-o utilizando as mais modernas técnicas.

Nos arredores da capital da Califórnia, nos Estados Unidos, vive a família Dervaes. É uma família que possui um jardim com uma superfície de cerca de 370 metros quadrados. As dimensões são normais, nada de exagerado, mas mesmo com pouco você pode conseguir realizar muita coisa. A cada ano, esta família consegue com seu pedaço de terreno obter uma alta quantidade de comida, o suficiente para se sustentar. Na verdade, são mais de 2000 os vegetais que são cultivados no terreno dos Dervaes. Além disso, podemos especificar uma quantidade elevada de fruta de estação e ovos nascidos graças ás galinhas que pertencem à criação da pensão.
Números muito interessantes para um grupo de pessoas que podem viver com muito pouco e não precisam de nada mais. A produção dos Dervaes é realmente admirável e alcança números incríveis. Os campos produzem alimentos também, para outras pessoas que pretendem comprá-lo, garantindo uma renda familiar de quase 90.000 reais por ano. Uma técnica que, ao que parece, traz benefícios para a família mas também para os outros.

No super-jardim dos Dervaes há de tudo. A partir de vegetais até as frutas, de ovos de galinha biologicos até as flores comestíveis e o mel. Há algo para todos os gostos e para cada tipo de exigência, com uma longa série deprodutos biológicos e compatíveis com o meio ambiente. Mais de 400 variedades de produtos estão presentes no grande jardim, com preços de venda que são perfeitos se consideramos o seu inquestionável valor, capaz de satisfazer até os paladares mais exigentes.
Devemos também mencionar a capacidade da família californiana de minimizar o consumoambiental e as despesas. Na verdade, os membros da família instalaram vários painéis solares para fazer funcionar as máquinas agrícolas , com energia renovável sempre limpa. A poluição é quase eliminada e os Dervaes não causam nenhum impacto na atmosfera, agindo em nome da limpeza e do respeito pelo ecossistema.

Os produtos são cultivados de acordo com a estação e sua venda é estritamente reservada para os restaurantes na área, resultando em excelentes ganhos do ponto de vista puramente econômico. Com o excesso de dinheiro, a família pode adquirir bens não produzidos internamente. É suficiente ter experiência, boa vontade e determinação para realizar uma pequena empresa de alimentos através do cultivo das próprias terras.
Fonte:http://www.astoupeiras.com/
Saiba mais visitando nosso blog Clique Aqui

Encadernação - Mais um trabalho concluído

Encadernação de apostilas do Corso de Talian,prontas para envio.

quarta-feira, 13 de julho de 2016

As maires bizarices do Brasil

Só pra descontrair.
Dê uma olhadinha nestas.



















 Qual escola estes sujeitos frequentaram???????


Sarandi - ASAPAN realizará apresentação do guia de aves

Todos estão convidados para participar das palestras sobre o Guia de Aves de Sarandi na Câmara de Vereadores amanhã, dia 13 de julho, em três horários distintos, dentre a parte da manhã as 08h30min e 14h em que será mais especificado para as escolas, após a próxima sessão às 19h30min será aberta à comunidade, sendo que as palestras abordaram o mesmo tema.

Estará presente o Presidente da ASAPAN RobertoTomasi Junior em que explanará sobre a importância da ave fauna, divulgará e ensinará como usar um guia desenvolvido numa parceria entre a Associação Sarandiense de Proteção ao Ambiente Natural (ASAPAN) e a FINGER Móveis Planejados, com o intuito de divulgar a prática da ornitologia e desenvolver o senso de proteção da fauna e do meio ambiente.

Será abordadas dicas de práticas a observação de aves é um lazer que traz benefícios pessoais, ambientais e científicos. Perceber a natureza, com suas formas e cores, certamente reata os laços dessa fundamental relação entre o homem e o meio-ambiente.

Uma Organização e realização Associação Sarandiense de Proteção ao Ambiente Natural ASAPAN Gestão 2015/2016, presidente - Roberto Tomasi Junior, Vice - Paulo Souza Porcher, Tesoureiro - Pablo Luiz Alievi Mari, Secretária - Liana Martini Melo, 2° Secretário -Renan Salami Debastini.
Fonte: DIARIORS
Leia mais sobre os Temas Ecologia e Meio Ambiente CLICANDO AQUI 

Mini Feira: foi um aquecimento para a Feira do Livro

A Mini Feira, que ocorreu durante os dias 2 e 10 de julho, movimentou a antiga estação férrea da cidade.

Os apaixonados por livros costumam esperar pela grande feira que acontece no final do ano para encontrar algumas obras com descontos. Agora, eles tiveram outra oportunidade no calendário: a Mini Feira do Livro, que aconteceu entre os dias 2 e 10 de julho. A novidade ocorreu na antiga estação férrea da Gare, reunindo, também, autores regionais.

A Mini Feira foi organizada pela Associação de Livreiros de Passo Fundo (ALPF) e veio para somar incentivo à leitura. Durante a semana, o movimento foi baixo. Porém, nos dois últimos dias, ele se intensificou, mostrando a quem trabalha com livros que, em meio à correria do dia a dia e à ascensão dos e-books, ainda há quem sinta prazer em folhear um livro e sentir o cheiro das histórias impressas. “Ela foi organizada bem em cima da hora e esse pode ser um dos motivos pelo movimento ser parado durante a semana. Para nós, foi um sucesso. Tivemos muito feedback das pessoas, que diziam: ‘que bom que tem essa Mini Feira’”, identifica a presidente da associação, Silvana Rovani.

Houve música, teatro, contação de histórias e até campanha para doação de agasalho. Contudo, percebeu-se uma tentativa das livrarias de instigar pessoas que não têm o hábito de ler à medida que apresentam novas formas de trabalho. “Se o povo não criar a cultura de ir nas livrarias, vai ter mais fechando. Mas queremos mais livrarias, não menos”, diz Silvana.

Quem já gosta de ler, por sua vez, teve a chance de conhecer escritores regionais. A Sueli Gehlen Frosi, conhecida pelos textos do cotidiano que escreve, fez parte do grupo. Ela fala da Mini Feira como um aquecimento para a grande. “Para os autores, como no meu caso, houve oportunidade de contato direto com os leitores, assim como uma divulgação mais íntima dos livros, já que as livrarias deram ênfase aos autores locais. A iniciativa foi positiva em todos os sentidos dado ao grande número de pessoas que circularam pelo espaço da Gare e tomaram consciência de que uma iniciativa cultural estava em curso”, ressalta.

A estudante Yasmin de Oliveira, de 16 anos, foi uma das pessoas que aproveitou para comprar um título que faltava no seu acervo e conhecer quem tem a palavra como o seu objeto de trabalho. “Eu gosto muito de livros. Leio, empresto e coloco na minha estante, que tem, pelo menos, uns 30. Para mim, eles têm um grande valor pelas coisas que agregam em conhecimento e expressão. Dei uma passadinha para ver o que tinha e acabei levando um mais leve para as férias, do Nicholas Sparks”, menciona.

Uma das coisas que mais chama a atenção é o local em que a feira foi realizada. O espaço, que abriga histórias de idas e vindas e já foi ponto de comércio de alimentos, ganhou uma nova finalidade. E de espaços é o que mais a Associação dos Livreiros sente carência para exibir as obras e convidar pessoas pra levá-las para casa, o que devia ser uma preocupação maior da Capital Nacional da Literatura. A associação, que não é um monopólio porque praticamente todas as livrarias fazem parte, teria que ter mais espaços abertos. Ela tem que participar da vida ativa de Passo Fundo”, finaliza Silvana.
Fonte: DM
Leia mais sobre Livros e Feiras de Livros CLIQUE AQUI

domingo, 10 de julho de 2016

Parque da Gare tem eventos gratuitos em Passo Fundo

Mini Feira do Livro encerra neste domingo, quando tem início a Exposição Coletiva, que segue até o próximo dia 17.

A comunidade pode aproveitar a tarde de sol deste domingo (10) para ir até o Parque da Gare, em Passo Fundo, para participar de dois eventos gratuitos. Trata-se da Exposição Coletiva, que inicia neste domingo e segue até o próximo dia 17, reunindo artistas locais, e também o encerramento da Mini Feira do Livro. Os dois eventos acontecem no prédio da antiga Estação Férrea, localizado na parte superior do parque e seguem até às 18h. Além disso, a população pode aproveitar a área totalmente revitalizada para lazer, cultura e esportes.

Mini feira do livro encerra neste domingo.
A Mini Feira do Livro acontece desde o último final de semana e segue e encerra às 18h deste domingo (10) no prédio da antiga Estação Férrea, localizado na parte superior do parque da Gare, em Passo Fundo. Em um formato menor, mas com uma programação diversificada, o evento promove ainda mais a leitura e o incentivo à formação do leitor.

Exposição Coletiva.
Evento teve início na tarde deste domingo (10), no prédio da antiga Estação Férrea, localizado na parte superior do parque da Gare. Promovida pela Confraria das Artes de Passo Fundo, a exposição segue até o dia 17 de julho, sendo aberta à comunidade no turno da tarde, das 14h às 18h30min. A atividade é gratuita e visa reunir artistas locais.
Fonte: DM
Saiba mais sobre assuntos relacionados CLICANDO AQUI




















Um pedacinho da Feira do Livro

A 1ª Mini Feira do Livro, organizada pela Associação dos Livreiros de Passo Fundo (ALPF), segue até domingo (10). O evento é uma pequena amostra da 30ª Feira do Livro de Passo Fundo, que será realizada de 04 a 13 de novembro

A antiga estação férrea, no Parque da Gare, acolhe a Mini Feira do Livro, proporciona mais conhecimento e abre as portas para o mundo da leitura. Nos livros, histórias que encantam, páginas que apaixonam, contextos que despertam para novos rumos, novos olhares sobre o todo. Em um formato novo, menor, mas com uma programação diversificada, o evento promove ainda mais a leitura e o incentivo à formação do novo e “velho” leitor. O evento, que teve início no último dia 02, segue até domingo (10), e é uma atividade paralela à tradicional Feira do Livro, que acontece anualmente e já é lugar querido por leitores apaixonados pelo mundo das letras e pela cultura.

Contação de histórias, músicas e colorido por toda parte, a Mini Feira do Livro aproximou mais uma vez, o criador e a criatura, do expectador, do leitor. “Esse espaço está muito bom e nosso objetivo não é apenas vender livros, mas sim, divulgar a ALPF. Aproveitarmos esse espaço, que está muito bonito, para valorizar e fomentar a leitura para as crianças, o que é muito importante sempre. A contação de histórias, que foi uma atividade realizada no espaço ao longo dos dias, desperta nas crianças o desejo pela leitura, o contato com o livro, e isso é fundamental”, destaca a vice-presidente da Associação dos Livreiros de Passo Fundo, Zirlei Cappellaro.

Com uma programação menor, mas diversificada, Zirlei descreve a Mini Feira como algo mais aconchegante, mais sucinta. “É uma coisa nova, uma experiência nova. Mas está sendo bem aceita, a comunidade está aderindo, participando. Estamos conseguindo divulgar, mostrar a nossa Feira do Livro que irá acontecer depois, mostrar os livros. Trazer a cada dia um novo autor pela manhã e outro a tarde, ou seja, o autor está presente. Estamos valorizando os escritores regionais, o que é nosso, que é daqui”, salienta. “Foi tudo muito rápido para a realização da Mini Feira do Livro, mas tivemos bastante apoio da comunidade e das Secretarias ligadas a educação e cultura”, completa Zirlei.

30ª Feira do Livro
Com data definida, a trigésima edição da Feira do Livro de Passo Fundo, será realizada em novembro, no salão de eventos do Bourbon Shopping, assim como foi em 2015. De 04 a 13, toda região poderá, mais uma vez, se encontrar com escritores, ter acesso a obras e muita cultura. “Termina uma edição do evento, realizamos o balanço e já iniciamos os preparativos da próxima. Esse ano, é um ano atípico, mas fomos privilegiados com a aprovação do projeto da Lei Rouanet. No primeiro semestre esbarramos um pouco na busca por recursos para a realização da trigésima Feira do Livro, que é um momento especial, é a nossa história, é a história da Feira do Livro, então tem muita história para ser contada”, explica Zirlei. “Mas vamos aguardar, por que eu ainda não posso adiantar nada”, brinca.

Assim como pontuou Zirlei durante a entrevista, os trinta anos da Feira do Livro de Passo Fundo, não podem ser comemorados de qualquer forma. “O que posso adiantar é que teremos uma programação muito boa, extensa, diversificada. Serão dez dias de Feira e desde já convidamos para que a comunidade participe, por que é um evento aberto à comunidade e precisamos do engajamento de todos, de parceiros que queiram investir na cultura, para a formação de novos leitores, para nos fortalecermos cada vez mais como Capital Nacional da Literatura. Precisamos de companheiros que queiram agregar à Feira do Livro, que queiram caminhar conosco”, ressalta.

Mais perto do autor
A Presidente da Academia Passo-Fundense de Letras, Dilse Piccin Corteze, esteve na tarde de sexta-feira (08), apresentando suas obras e participando da Mini Feira do Livro. “É um momento para expormos, para tornarmos nossas obras visíveis, é sempre uma oportunidade para estarmos próximos das pessoas. Esse contato sempre gera o incentivo à leitura, à cultura e nada melhor que fazer isso em uma Feira do Livro”, destaca a autora de mais de dez obras, entre trabalhos individuais e colaborações com artigos e capítulos de livros.

Educação, cultura… E saúde
O espaço onde a Mini Feira do Livro está sendo realizada, deverá abrigar também, hoje, sábado (09), uma Feira da Saúde. “Estamos aproveitando essa oportunidade para reforçar e buscar mais parcerias. Hoje teremos uma Feira da Saúde, por exemplo. Dessa forma, estaremos movimentando esse espaço, que está tão lindo, mas que precisa ser frequentado, precisa ser valorizado, pois é a parte histórica da nossa cidade”, enfatiza a vice-presidente da ALPF. Ainda, para quem for visitar e aproveitar os dois últimos dias da Feira, poderá participar da Campanha do Agasalho e arrecadação de alimentos não perecíveis, os quais serão repassados posteriormente, ao Projeto Transformação.
Fonte: DM
Quer ler mais sobre este ou outro assunto relacionado CLIQUE AQUI

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Casa Mal Asombrada é demolida no norte Gaúcho

Acontecimentos incomuns foram presenciados em uma casa localizada na zona rural de um município – cujo nome não foi divulgado a pedido da família – da Região Norte do Rio Grande do Sul. Barulhos de socos nas paredes, pedras que caem no telhado e dentro da casa, mesmo com as portas e janelas fechadas, são alguns dos relatos dos moradores.
Assustada e sem saber a quem recorrer, a família acionou a Brigada Militar, que mesmo sem encontrar explicações para os fenômenos, registrou uma ocorrência. Os policiais se disseram espantados com os fatos observados. “Vimos pedras sendo jogadas ou caindo em cima do telhado da casa, nas paredes. O detalhe é que não quebrava a telha. Nas paredes, .................................CONTINUAR LENDO......

Cotrisal Contra Dengue


quinta-feira, 7 de julho de 2016

Hoje é o ultimmo dia para participar da CONSULTA POPULAR 2016-2017

NÃO DEIXE DE VOTAR!!!


É RAPIDINHO, PARE 2 MINUTOS E COLABORE COM O DESENVOLVIMENTO DE SUA REGIÃO!



Consulta Popular 2016-2017

Como participar?

Os votos serão realizados de três maneiras: pelo site da Consulta Popular (www.consultapopular.rs.gov.br), por um aplicativo disponibilizado a representantes dos Coredes e dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento (Comudes) e via SMS para um número de celular que será divulgado nos dias da votação.
Escolha apenas 1 demanda entre as 10 que compõe a cédula.

Dias 5, 6 e 7 de julho – votação online pelo www.consultapopular.rs.gov.br

5 e 6 de julho – votação presencial em aplicativo disponibilizado aos Coredes e Comudes
TENHA EM MÃOS OS TÍTULO DE ELEITOR

Organizadores destacam sucesso da Mini Feira do Livro no Parque da Gare


Com o objetivo de incentivar a leitura e prestigiar os autores regionais, iniciou no último sábado a 1ª edição da Mini Feira do Livro de Passo Fundo. O evento segue até o dia 10 de julho, no Parque da Gare, na antiga Estação Férrea.
Durante a semana, o funcionamento segue nos dois turnos, das 9h às 12h e das 13h30min às 18h.
A presidente da Associação dos Livreiros de Passo Fundo (ALPF), Silvana Rovani explica que a Mini Feira faz parte das ações de divulgação da 30° Feira do Livro de Passo Fundo. Salienta que o evento está sendo um sucesso, tendo a presença de um autor no turno da manhã e outro a tarde, contação de histórias para as crianças e exposições.

A realização é da Associação dos Livreiros de Passo Fundo (ALPF), com apoio da Prefeitura de Passo Fundo.
Fonte: Rádio Uirapuru

Hospital de Caridade de Erexin lança biblioteca solidária

Para chamar a atenção de todos os funcionários do Hospital de Cariadade de Erechim, próximo ao cartão ponto, foi colocado um grande adesivo com o conceito da conduta. Para que os funcionários possam buscar mais aprendizado, um banner também indica cursos gratuitos que podem ser realizados na cidade. A grande novidade que resultou desta atividade foi o lançamento da Biblioteca Solidária, que tem como objetivo estimular a leitura, a busca de conhecimento e a construção de saberes. Foi disponibilizado para as equipes, pacientes e familiares um acervo de livros literários, que funciona na base da troca, ou seja, sempre que se retirar um livro, outro deverá ser deixado.

Se, por um lado, em um mundo em constantes transformações, vive-se a tensão de não acompanhar a produção constante de conhecimentos, por outro lado, tem-se o alívio também de, por meio da leitura – inclusive literária – entrar em contato com todos os saberes produzidos pela humanidade.

Além desse caráter mais pragmático da leitura, é notório que ela também proporciona uma reconstrução pessoal – como afirma a antropóloga Michèle Petit – e, por meio do encontro com os livros e com a biblioteca, as trajetórias de vida do leitor podem mudar de rumo depois de uma leitura significativa. É a partir desse pressuposto que o ato de ler representa uma forma de participar do mundo, de compreendê-lo melhor, de encontrar um espaço nele e consolidar, assim, o Aprendizado.

Sobre o Programa “Condutas Nota 10”

O Programa funciona como um guia do comportamento dos profissionais que atuam no Hospital e contribui para qualificar a atuação como instituição de saúde na busca da excelência. São as seguintes as Condutas Nota 10: Aprendizado, Comprometimento, Comunicação, Ética, Excelência no Atendimento e Assistência, Humanização, Profissionalismo, Relacionamento Interpessoal, Responsabilidade Socioambiental e Zelo Pelo Patrimônio.
Saiba mais sobre Bibliotecas, Visite nosso blog CLICANDO AQUI.