Parceiros

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Passado ou Presente, qual o tempo melhor?

OscriolosEstava olhando essa foto, vendo os comentários e pensando: "Porque será que o que é bom, o que traz cultura, os governantes esquecem? São Francisco de Assis sempre foi um manancial de cultura, desde os tempos das Reduções Jesuíticas, visto que tivemos duas no município.
Depois o advento do Tradicionalismo com os eventos que lá sempre tivemos:
- As Mateadas de domingo na praça com um programa da Rádio Difusão Assisense onde trabalhei de operador e passava o maior trabalho para por no ar aqueles programas;
- A Tropeada da Cultura Rio Grandense, os festivais no Negrinho do Pastoreio;
- As Invernadas de Danças;
- As Palestras no Clube Assisense;
- Os Fandangos do Negrinho, do Pedro Telles, do Fazenda Branca;
- As Carreteadas do Agasalho, as Gincana Culturais, os almoços no Asilo;
- Os Conjuntos Regionalistas Os Missioneiros depois veio Os Crioulos, os Ases do Fandango, Os Mandurins, Os Piazitos, As Gauchinhas Camponesa... O João da Gaita, O Jurandil Machado, O Chiquinho, Tinha um Ceguinho que não lembro o nome... O Grupo Violeio Livre(acho que é isso, Paulinho, Thiane, Carágua, Maíco), Pega de Arranque...
- Os Bailes do Rosa onde vi pela primeira vez os Serranos, os Monarcas, o Gaúcho da Fronteira;
- Os Bailes no CTG Da Vila Kramer, com Sidney Lima, os Bertussi numa Kombe verde; - José Mendes numa Veraneio Vermelha;
- O Teixeirinha e Mery Terezeinha num Circo ao lado da Cooperativa;
- O Gildo de Freitas na Gravação e um Programa de Televisão num Rodeio no seu Julião Paz... São Chico tinha cultura.
Mas tem gente que ainda acha que hoje é melhor.
E a Querência do Bugio? Que correria. Em um mês fizemos um festival, sem dinheiro, sem apoio, mas com muitos sonhos e força de vontade.
É minha gente! hoje, não se tem nada disso. As pessoas brincam de fazer cultura e o povo empobrece com lek, lek... Os que pensam que, hoje, é melhor, é porque não conheceram o passado, não sabem como é bom fazer algo que traz felicidade para o povo, como é bom buscar e levar conhecimento, como é bom passar por essa vida deixando rastro, embora a pessoas não reconheçam.
Mas o bom de tudo mesmo é que passei por tudo isso, e isso me traz saudade, pois só se tem saudade do que nos fez bem. Isso tudo é história que meu povo esqueceu ou nem conhecem.
Publicada por PAULO RICARDO COSTA
FONTE: PORTAL NONOAI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Parceiros